Uncategorized

Nota de Esclarecimentos sobre Dry Needling com Eletroestimulação Intra-muscular

O Dry Needling é um recurso terapêutico regulamentado pelo COFFITO no dia19 de agosto de 2016 através do acordão n°481. O presente acordão deixa claro que o Dry Needling é uma técnica distinta da Acupuntura e se relaciona com a Terapia Manipulativa, sendo reconhecido e denominado como, Estimulação Intramuscular e Terapia Manipulativa Intramuscular.  No entanto ainda assim, alguns profissionais acupunturistas dentro e fora da Fisioterapia insistem em não reconhecer o Dry Needling, Estimulação Intramuscular ou Terapia Manipulativa Intramuscular como um recurso independente da Acupuntura, sendo relacionado com a especialidade de Fisioterapia Quiropráxica e manipulativa, segundo a abordagem clínica, neurobiomecânica e funcional. A regulamentação de uma profissão e de suas especialidades é função da autarquia pública, não cabendo a qualquer instituição a usurpação desta função, por força de lei.

Assim não recomendamos a associação de metodologias e equipamentos ligados a Acupuntura junto ao Dry Needling, mas sim recomendamos sim a associação do Dry Needling com todos os recursos possíveis dentro do arsenal Fisioterapêutico não específico do especialista em Acupuntura.  Assim conforme o acordão a prática do Dry Needling, aprovado e publicado pelo COFFITO, re-interamos que o Dry Needling seja aplicado:

  1. Que o Fisioterapeuta Diplomado em Dry Needling, exerça critérios de segurança, higiene e avaliação clínica adequada, selecionando pacientes de forma sensata e razoável para abordagem clínica.
  2. No Modelo Trigger Point proposto por Janet Travell e Karel Levit, de acordo com a legislação.
  3. No Modelo Neuropático, proposto por Dr. Chan Gun
  4. Associado a eletroterapia, de forma independente ou combinada, através da eletroestimulação intramuscular, pois conforme descreve o acordão o Dry Needling pode ser assim usado, “…combinado a recursos eletrofototerapêuticos…” tais como TNS, Interferenciais e outras correntes regularmente utilizadas na Fisioterapia que não são próprias da acupuntura. Assim internacionalmente já vem sendo utilizado, como descreve a literatura, que cita que muitos clínicos combinam DN superficial e profundo com estimulação elétrica através das agulhas (Mayoral & Torres 2003 Mayoral-del-Moral de 2005, Dommerholt et al. 2006), o que pode ativar o peri-aqueduto cinza em alguns pacientes (Niddam et al. 2.007).
  5. Recomendamos ainda que os Fisioterapeutas no Dry Needling jamais desrespeitem a especialidade de Acupuntura, nunca se identificando como acupunturistas. Ainda que procurem instituições sérias, evitando cursos baratos com reputação duvidosa.

Desta forma, manifestamos nosso total repúdio a qualquer manifestação de injúria, calúnia, difamação ou mesmo cerceamento da atuação profissional, de modo que recomendaremos a todos os praticantes éticos que procurem seus direitos na esfera legal.

Novo Hamburgo, 22 de maio de 2017

Dr. Pablo Fabrício Flôres Dias

Presidente da ABRANEEDLING

 

 

ACÓRDÃO Nº 481, DE 19 DE AGOSTO DE 2016 – sobre a utilização da técnica Dry Needling (Agulhamento Seco ou Agulhamento a Seco) pelo profissional fisioterapeuta

O PLENÁRIO DO CONSELHO FEDERAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL, no uso de suas atribuições e disposições regulamentares conferidas pela Lei nº 6.316, de 17 de dezembro de 1975, e pela Resolução-COFFITO nº 413/2012, em que ACORDAM os Conselheiros do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, reunidos na sessão da 269ª Reunião Plenária Ordinária, em aprovar, por unanimidade, a utilização da técnica Dry Needling (Agulhamento Seco ou Agulhamento a Seco) pelo profissional fisioterapeuta.

A técnica Dry Needling foi internacionalmente estabelecida como Estimulação Intramuscular, e, mais recentemente, de acordo com a Federation of State Boards of Physical Therapy/US, como Terapia Manual Intramuscular, sendo considerada, na realidade, um segmento das áreas de Fisioterapia Manual, Musculoesquelética e Manipulativa, interessando a fisioterapeutas de diversas especialidades. Assim o Agulhamento Seco é uma técnica caracterizada pela inserção de uma agulha filamentar sólida, sem medicação, através da pele para tratar várias disfunções, incluindo, mas não se limitando, a dor miofascial, o recrutamento muscular, o controle da dor musculoesquelética em geral, regeneração e recuperação de tecidos lesados e até mesmo quadros álgicos articulares.
Um ponto-gatilho é descrito como uma banda de tensão no músculo esquelético, localizado dentro de um grupo muscular maior. Os pontos-gatilhos podem ser sensíveis ao toque e podem ser os responsáveis pela produção de dor em partes distantes do corpo. Ainda conforme o Federation of State Boards of Physical Therapy/US, os objetivos e benefícios do tratamento da Terapia Manual Intramuscular, Agulhamento Seco, variam desde o alívio da dor, cicatrização de tecidos, flexibilidade, propriocepção, até a ativação neuromuscular.

Fisioterapeutas utilizam o Agulhamento Seco com o objetivo de liberar/inativar os pontos-gatilhos e diminuir a dor musculoesquelética, neuropática e articular. A pesquisa preliminar apoia que o Agulhamento Seco auxilia no controle da dor, reduz a tensão muscular, normaliza a disfunção bioquímica e elétrica de placas motoras, facilitando um retorno acelerado da função.
O Agulhamento Seco pode ser aplicado em músculos superficiais e profundos (Dry Needling superficial, Dry Needling profundo), além de aplicação no modelo neuropático, no modelo Trigger Point e também atua em terapia combinada a recursos eletrofototerapêuticos.

Em relação à prática do Agulhamento Seco, essa não pode ser confundida com a prática da Acupuntura. A prática da Acupuntura por fisioterapeutas acupunturistas e o Agulhamento Seco diferenciam-se em termos históricos, contexto filosófico, indicativo e prático. O Agulhamento Seco utilizado por fisioterapeutas é baseado na neurofisiologia, neuroanatomia e estudo científico moderno do sistema nervoso e musculoesquelético. Os fisioterapeutas que utilizam Agulhamento Seco não podem fazer uso das teorias da Acupuntura tradicional ou de suas terminologias. A semelhança existente é em termos de penetração cutânea, com um filamento sólido de agulha (a ferramenta) em diferentes profundidades no interior do corpo, para fins terapêuticos e indicações. O fato de utilizar agulhas filiformes na prática do Agulhamento Seco não significa que o fisioterapeuta possa se intitular acupunturista. Existem, portanto, diferenças na filosofia, racionalização e no tratamento por Agulhamento Seco, realizado por fisioterapeutas em relação aos fisioterapeutas acupunturistas.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Fisioterapeutas Acupunturistas – SOBRAFISA, Associação Nacional de Fisioterapia em Quiropraxia – ANAFIQ, e a Associação Brasileira de Práticas Integrativas e Complementares – ABPIC, os currículos de cursos de Formação/Especialização em Acupuntura são baseados em preservar as antigas teorias, princípios, e práticas da Medicina Tradicional Chinesa. Os objetivos e filosofia por trás do uso de Agulhamento Seco, utilizado por fisioterapeutas, não se baseiam em teorias ou doutrinas da referida Medicina Tradicional Chinesa.
A graduação em Fisioterapia inclui anatomia, histologia, fisiologia, biomecânica, cinesiologia, neurociência, farmacologia, patologia, entre outras disciplinas básicas. Grande parte da base anatômica, fisiológica e biomecânica que a técnica de Agulhamento Seco utiliza é ensinada como parte da graduação do fisioterapeuta. As habilidades específicas para a realização do Agulhamento Seco são complementares aos conhecimentos obtidos na graduação.Uma das finalidades dessa regulamentação é a proteção da sociedade. Portanto, recomenda-se que o profissional realize uma formação mínima de 30 (trinta) horas, cabendo mínimo de 50% de prática supervisionada da carga horária total.O profissional no uso deste recurso deverá respeitar normas de biosseguridade e segurança do trabalho. Deverá estabelecer protocolo de boas práticas clínicas, esclarecer previamente o paciente sobre as indicações, os riscos, contraindicações, bem como as demais características da técnica a ser aplicada.O profissional, na utilização do Agulhamento Seco, deverá observar/cumprir o Código de Ética e demais Resoluções do COFFITO.O presente Acórdão será preponderante no aspecto ético-deontológico e sua não observância poderá ser, a juízo dos Conselhos Regionais e Federal, considerado como circunstância agravante de eventual pena imposta em processo ético, que avalia a utilização do Agulhamento Seco como recurso terapêutico.Dessa maneira, na forma do que fora delineado acima, acordam os Conselheiros Federais, por unanimidade, em reconhecer o Agulhamento Seco como recurso fisioterapêutico.

Quórum: Dr. Roberto Mattar Cepeda – Presidente; Dr. Cássio Fernando Oliveira da Silva – Diretor-Secretário; Dr. Wilen Heil e Silva – Diretor-Tesoureiro; Dra. Daniela Lobato Nazaré Muniz – Conselheira Efetiva; Dra. Luziana Carvalho de Albuquerque Maranhão – Conselheira Efetiva; Dr. Marcelo Renato Massahud Junior – Conselheiro Efetivo; e Dra. Patrícia Rossafa Branco – Conselheira Efetiva.

 

junho 22, 2017

Nota de esclarecimento sobre Dry Needling com Eletroestimulação Intramuscular

Nota de Esclarecimentos sobre Dry Needling com Eletroestimulação Intra-muscular O Dry Needling é um recurso terapêutico regulamentado pelo COFFITO no dia19 de agosto de 2016 através […]
setembro 15, 2016

Dry Needling é regulamentado pelo COFFITO

Dry Needling é regulamentado pelo COFFITO Através do acórdão n°481, de 19 de Agosto de 2016 – DOU, foi regulamentada pelo COFFITO a atuação profissional datécnica […]
maio 28, 2016

Convênio com Associação Latino Americana de Fisioterapia Quiropráxica e Manipulativa

ASSOCIAÇÃO LATINO AMERICANA DE FISIOTERAPIA OU KINESIOLOGIA QUIROPRÁXICA E MANIPULATIVA ALAFKIQ /FM A Diretoria da ANAFIQ/FM aprovou o convênio da ANAFIQ junto a ALAFKIQ/FM, apoiando  e […]
abril 3, 2016

Cervicobraquialgia Vídeo Aula

Cervicobraquialgia  Vídeo Aula Neste vídeo apresentamos uma vídeo aula  sobre Cervicobraquialgia com o Dr. Ricardo Sena, que é Fisioterapeuta e membro da ANAFIQ, Associação Nacional de […]

Powered by themekiller.com anime4online.com animextoon.com apk4phone.com tengag.com moviekillers.com