Acupuntura Japonesa

Acupuntura Japonesa

mtjw

O curso:

• Interpretação Clássica;
• Terapia geral da Acupuntura Tradicional Japonesa e Tipos de Tratamento;
• Estudo dos Pontos eletro penetráveis na pele humana;
• Teoria básica da Terapia do sistema nervoso autônomo;
• Aspectos Gerais da aplicação da Acupuntura Japonesa;
• Anatomia Humana;
• Meridianos, Medição, Diagnóstico e Tratamento através da Acupuntura Japonesa;
• Técnicas de Massagem Oriental
• Moxabustão
• Ventosaterapia
• Terapia Manual Oriental (Bases de Shiatsu, Tui-Ná, An-Má e Do-In)

Um método de acupuntura mais simplificado, com aprendizado mais facilitado, mais acessível aos constumes ocidentais. Conheça as diferenças entre a acupuntura Chinesa e a Japonesa!

A diferença entre chineses e japoneses Acupuntura

Quando você pensa em acupuntura, é natural pensar chinês na mesma respiração. Muitas pessoas não estão familiarizados com a versão japonesa desta forma de tratamento terapêutico. Ambas as formas têm suas raízes no Oriente, mas a semelhança maior é encontrada apenas no nome. As diferenças entre os métodos de acupuntura chinesa e japonesa são detalhados abaixo:
• O tamanho das agulhas: Os japoneses tendem a usar agulhas mais finas e menores do que os chineses, como resultado dos quais, a dor é consideravelmente reduzido.
• O método de inserção: O uso do metal japonês ou tubos de plástico para orientar as agulhas em sua pele, uma técnica que é projetado para melhorar a precisão e reduzir a dor. As agulhas também são limpas e livres de infecção.
• A profundidade da inserção da agulha: As agulhas da acupuntura japonesa são inseridos mais suave e superficial (não furar em profundidade) do que o método chinês.
• O uso de ervas: acupunturistas chineses dependem de uma combinação de agulhas e ervas para curar ou prevenir doenças e aflições, já que as ervas são uma parte essencial da Medicina Tradicional Chinesa todo TCM) conceito (. acupunturistas japoneses, por outro lado, normalmente não uso qualquer tipo de ervas em conjunto com a acupuntura, mas se referem a especialista Kampo (Herbal) praticantes que as qualificações incluem um licenciado em Farmácia.
• Menos de sensação de qi: A sensação que você sente quando as agulhas são inseridas e torcido em posição ou a sensação de qi não é tão forte com a acupuntura japonesa como é com a versão em chinês.
• A dependência de toque: acupunturistas japoneses recorrem ao tato ao invés de à vista para decidir sobre os pontos de entrada para as agulhas.Cada ponto de acupuntura é palpado antes que a agulha é inserida.
• O uso da moxa: A maioria dos acupunturistas japoneses usam moxabustão como parte de sua rotina de acupuntura. Esta técnica envolve o aquecimento dos pontos de acupuntura pela queima de moxa, derivado da planta artemísia, acima da pele antes de que as agulhas são inseridas.

Ao longo da história, a acupuntura japonesa, tem uma forma completamente diferente de transmissão e se vê associada a prática em consultório por praticantes não-médicos como no Brasil e isso é o que faz com a acupuntura japonesa seja tão criativa e inovadora. Enquanto arte, a acupuntura se revela ao praticante e não através dos livros, mas através do seu exercício.

Decidir sobre a melhor forma de a acupuntura é uma questão de escolha pessoal, que depende da natureza da sua doença, sua familiaridade com o médico, se você está procurando alívio dos sintomas ou prevenção de uma abordagem holística, e em que parece funcionar para você. Verifique se você está informado sobre os prós e contras de qualquer forma de tratamento antes de começar.

Duração:
8 meses (1 final de semana por mês)

Minitrante:
Dr. Pablo Dias

SOGAB +55 51 9559-8930 sogab@ sogab.com.br