Diagnóstico Fisioterapêutico ou Cinesiológico Funcional

oweÉ competência do FISIOTERAPEUTA, elaborar o diagnóstico fisioterapêutico compreendido como avaliação físico-funcional, sendo esta, um processo pelo qual, através de metodologias e técnicas fisioterapêuticas, são analisados e estudados os desvios físico-funcionais intercorrentes, na sua estrutura e no seu funcionamento, com a finalidade de detectar e parametrar as alterações apresentadas, considerados os desvios dos graus de normalidade para os de anormalidade; prescrever, baseado no constatado na avaliação físico-funcional as técnicas próprias da Fisioterapia, qualificando-as e quantificando-as; dar ordenação ao processo terapêutico baseando-se nas técnicas fisioterapêuticas indicadas; induzir o processo terapêutico no paciente; dar altas nos serviços de Fisioterapia, utilizando o critério de reavaliações sucessivas que demonstrem não haver alterações que indiquem necessidade de continuidade destas práticas terapêuticas.

Diagnóstico em Fisioterapia Quiropráxica (DFQ)

owO Diagnóstico de Fisioterapia Quiropráxica se dedica a modalidade de diagnóstico funcional, dando ênfase a análise biomecânica, relacionada a análise de “in puts” e respostas neurofisiológicas de regulação do organismo, associado à avaliação física e a exploração funcional imagenológica.  Incorpora o preceito de que o diagnóstico fisioterapêutico, conceitualmente abrange o conceito de diagnóstico quiropráxico. São estratégias empregadas na elaboração do  DFQ:

Palpação Estática

Palpação Dinâmica: Moving Palpation

End-Feel Mobility Tests

Sacral Leg Check

Derifield Leg Check

Testes Semiotécnicos Quiropráxicos

Testes Semiotécnicos Ortopédicos

Espinografia e Radiologia Quiropráxica

Termocalorímetro e Termo Scan

Eletroneuromiografia

Exames Complementares Laboratoriais

o