Quiropraxia Pediátrica 

Dra. Cláudia Inês Grams

Fisioterapêuta Quiropraxista

pedA Atuação na área de Fisioterapia Quiropráxica requer treinamento e experiência clínica específica dos profissionais. Nos EUA a Quiropraxia Pediátrica é levada muito a sério e muitas pesquisas são realizadas para investigar possíveis causas de subluxação em bebês desde seu nascimento e em crianças nas suas atividades de vida diária.. Os ossos da coluna infantil estão em desenvolvimento, os espaços articulares são proporcionalmente maiores que aqueles da coluna adulta. O aumento do espaço entre a vértebra permite uma maior movimentação intra- articular, resultando em uma grande flexibilidade e maior amplitude de movimento. Recomenda-se utilizar técnicas de ajustamento leves, contato específico da ponta dos dedos ou leve impulso de ativador na vértebra subluxada. O fisioterapeuta quiropraxista deve assegurar que os ajustamentos vertebrais são feitos numa coluna imatura, hipermóvel e em desenvolvimento e o ajuste deve ser leve, com pouca amplitude, impulso (thrust), ou utilizando uma técnica alternativa de pouca força. A vértebra consiste na combinação de cartilagem e osso, a porcentagem de cada muda progressivamente até a vértebra estar composta totalmente de osso, em torno de 25 anos de idade. Cartilagem é uma estrutura elástica que promove flexibilidade para segmentos individuais da coluna. Está é uma característica do desenvolvimento da coluna que segue a vértebra individualmente dando-lhe um suporte maior fazendo que suporte muitos traumas sem resultar em fratura. A laxidão ligamentar, especialmente dos ligamentos da cápsula das articulações zigapofisárias, são responsáveis pelo aumento da amplitude de movimento das articulações e pelo grau geral de laxidão e hipermobilidade articular na coluna infantil.