TRATAMENTO DA FRATURA COLO FÊMUR EM CRIANÇA COM FIXADOR EXTERNO

Dr. Rogério Santos Vargas

Médico Ortopedista e Traumatologista

Vice-presidente da SBRTO

tratatamento-colo-femurA utilização do fixador externo para tratamento da fratura do colo de fêmur em crianças como método alternativo de exceção apresenta resultado satisfatório pela praticidade comparada ao uso de parafuso canulado. O tempo cirúrgico é reduzido, (15 minutos) com intensificador de imagem. Através de uma incisão de 0,5 cm é introduzido o pino de schanz com diâmetro de 3mm ou 3,5mm, autoperfurante. Comparado ao tratamento convencional com parafuso canulado de 6,5mm de diâmetro que é indicado na faixa etária de 12 anos, o tratamento alternativo com fixador externo pode ser considerado menos agressivo e, portanto menos lesivo ao âmago do tecido ósseo. Após um período de no máximo 60 dias o aparelho pode ser retirado com segurança. O paciente pode ter mobilidade precoce no pós-operatório com alta hospitalar logo após estabilização clinica pós-anestésica. O método é simples e de fácil execução e pode ser uma ótima opção para pacientes politraumatizados que necessitem fixação na urgência para uma reabilitação precoce. Em geral esta lesão é causada por trauma de grande impacto, não raramente está associada com múltiplas lesões em órgãos vitais com necessidade de aproximação e intervenção imediata. A drenagem do hematoma para aliviar a pressão intracapsular pode ser facilmente realizada na urgência através de artrocentese e ser repetida se conveniente.

Baixe o artigo na íntegra:

http://www.sogab.com.br/externalfixatorinchildren.pdf

Dr. Rogerio Santos Vargas
Dr. Rogerio Santos Vargas
- Médico Ortopedista e Traumatologista; - Pós Graduado em Medicina do Esporte; - Membro Titular da SBOT; - Presidente da SBRTO (Sociedade Brasileira de Reabilitação Traumatológica e Ortopédica).