A Formação do Fisioterapeuta

Exigencias Legais | Titulação | Saúde Pública | Definição de Fisioterapia

Diagnóstico Funcional | Áreas de Atuação | Atribuições Profissionais  | Especialidades

 

O Fisioterapeuta é  um profissional de nível superior, legalmente habilitado ao exercício e a responsabilidade técnica  em Fisioterapia  e Reabilitação, atuando aplicado a diversas áreas clínicas, como neurologia, neuropediatria, pneumologia, traumatologia e ortopedia; ginecologia e obstetrícia, cardiologia, intensivismo (UTI) à veterinária e etc.

Este profissional é habilitado a construção do Diagnóstico Cinesiológico Funcional, segundo a legislação e utiliza esta ferramenta para desenvolver seu plano de trabalho terapêutico.

 

Na sua formação é importante a obtenção de um conhecimento generalístico em saúde, sendo necessário o curso de disciplinas relacionadas  aos conhecimentos   de disciplinas de Clínica Médica ( semiologia , fisiopatologia, neurologia, pediatria, cardiologia,pneumologia e etc) e sua correlação com a prática fisioterapêutica. O Fisioterapeuta estuda em média cinco anos em bancos universitários.

As disciplinas envolvem a  Anatomia, Fisiologia Humana, Patologia Geral, Patologia de Órgãos e Sistemas, Semiologia (Avaliação do Paciente), Radiologia Aplicada, Cinesiologia Clínica, (Estudo do Movimento Humano e suas implicações Clínico-Funcionais), Cinesioterapia ,Reeducação Funcional, Eletroterapia, Termoterapia, Laserterapia.

 

O Fisioterapeuta se dedica para a melhora ou re-estabelecimento da função. A funcionalidade dos aparelhos locomotor respiratório  e outros sistemas funcionais  humanos é  a meta do profissional. Para isso conhecimentos sobre a fisiologia, fisiopatologia e a clínica do movimento humano; desenvolvimento e habilidades motoras e técnicas específicas de reabilitação são necessárias.

 

Quando se fala em movimento humano o contexto envolvente não só alude o ato de caminhar ou elevar um braço, mas também o simples ato de ficar em pé (equilíbrio estático); ou mesmo sentar ou deitar. Isso porque Movimento Humano também equivale ao simples respirar (mecânica ventilatória), contração dos ventrículos cardíacos em ritimos e intensidades variáveis; equivale as alterações de diâmetros de brônquios e vasos sanguíneos; ou batimento de cílios das vias respiratórias que mantém hígidos os pulmões;  equivale ao  fluxo  de íons e axoplasma nos tecidos que controlam todas as funções do corpo. Corpo que em situ precisa estar em  movimento, mesmo que para erguer-se, respirar, reproduzir, parir,  trabalhar ou  se alimentar.

 

Áreas de Conhecìmento  do Fisioterapêuta:  Conhecimentos  ministrados ao longo da formação do Fisioterapêuta

Pós Graduação em Fisioterapia ( Especialização , Mestrado e Doutorado)

 

Fisioterapia em UTI (intensivismo)

Fisioterapia Cardiovascular

Fisioterapia Traumato-ortopédica

Fisioterapia Desportiva

Fisiologia do Exercício

Cinesiologia

Manipulação Articular : Osteopatia e Quiropraxia

Fisioterapia Pneumofuncional

Fisioterapia Neurofuncional

Fisioterapia em Cirurgia Geral

Fisioterapia Geriátrica e Gerontológica

Reeducação Postural Global (RPG)

Reeducação Funcional

Hidroterapia ou Fisioterapia Aquática

Ergonomia

Saúde Pública

Saúde do Trabalho

Acupuntura

Psicomotricidade Clínica

Fisioterapia Uroginecológica (Biofeedback ENMG)

Fisioterapia Dermato Funcional (Fisioterapia Estética)

Facilitação Neuromuscular Propioceptiva  (Método Kabat)

Clínica Médica ( Mestrado para Não Médicos)

 

Outras Áreas...

Exigencias Legais | Titulação | Saúde Pública | Definição de Fisioterapia

Diagnóstico Funcional | Áreas de Atuação | Atribuições Profissionais  | Especialidades

Como o Fisioterapêuta pode Tratar?

Dr. Flôres Dias - Fisioterapia

www.floresdias.com.br

 

 

voltar